Montag, März 19, 2007

Coração chora baixinho


Não há palavras, risos ou voz alguma
que apague o silêncio
e adoce o sal da lágrima sozinha;
rolando já seca, distraída.




Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



Tropeço nas brumas dos dias e noites;
E na palidez dos gestos,
Abraço o corpo neblina
Num torpor de braços e mãos inertes;
Sinto o frio ...a ausência e o vazio.

Ficaram apenas palavras escurecidas
como qualquer precoce amanhecer invernal
como quando a voz cala,enfraquece e desfalece.
Ficando um silêncio por dizer.

Arrasta consigo no sono,
Palavras crispadas em desassossego
Enroscada num manto de asas quebradas
adormece todas as vozes, gritos e desalentos.

Em segredo ...
Chove mansinho no peito.
Morrem devagar madrugadas
dum dia por nascer.






Kommentare:

AlmaAzul hat gesagt…

Alegro-me pelas maos que nao estao paradas... :)

Abraço ***

franz f. hat gesagt…

Olá sonhadora :)

O dia que agora termina não terá sido dos melhores, e talvez por isso faltam-me as palavras. No entanto, não quis passar sem deixar marca.

Abraço meigo...fique bem :)

sonhadora hat gesagt…

Míuda ...que saudades! :-(

Abraçro terno *

sonhadora hat gesagt…

Gosto quando passa Franz ..

Mesmo que a marca seja leve, suave.
Mas é a sua e sabe ..

Enternece-me. (Não sei explicar o porque, mas tb não faz mal).

Abraço meigo e .. :-)

Bom fim de semana