Montag, Juni 09, 2008

“...Em frente ao Mar”




Photobucket




Olhar-me nos teus olhos,
E sentir-me nos teus braços.
Era como... voltar a casa!

Não reparei que as paredes tremiam,
Como folhas de papel.
Que ruem, desmoronando-se
a verdades mascaradas.

Não vi, não percebi, que carecia de tecto,
E que dentro... chovia!



Chão, não tinha.
Não existia!
Era mármore frio,
De altos e baixos, pedaços.
O sonho desrespeitado, profanado,
Ao acordar ..a ilusão morria!

Não era casa, nem moradia.
Era barraca esmolada de fantasia.



Kommentare:

Equi hat gesagt…

o mar...o imenso mar, absorve-nos os pensamentos. :-)

**..está lindo:-)

sonhadora hat gesagt…

É Equi ..mesmo na distância.
É relaxante só o pensar nele, na calmaria que me inspira.

Mais uma vez, agradeço a companhia e as tuas palavras.

Obrigada *

AlmaAzul hat gesagt…

***Azuis

:/ saudades grandes...

Anonym hat gesagt…

o mar!!!!a imensidão!!!!a calma!!(mesmo revolto)...

hoje.tive a minha dose de contemplação...

uma boa semana para ti!

um xi:kayala