Dienstag, August 12, 2008

"Branca alvorada"



Rasga-se-me o olhar em cachoeiras salgadas,
Embebendo a noite, alagando-a de silêncios
E de nuas ausências, demoradas.

Entrelaçam-se madrugadas num aurorejar luminoso.
Recamadas de estrelas em seda de luz.
Na lagoa dourada, leito duma lua enamorada.
Num desamodorrar preguiçoso.
De Amor, gotejo!






Nesta manhã, inundada de mistério,
Ofereço-te o sorriso molhado, no sal dos teus lábios.
Doo-te este querer, serenado.
Um caminho nosso, amadurado.
E o sentir, imorredoiro
Alado!

Kommentare:

Equi hat gesagt…

sempre serena e tranquila esta sonhadora...

Beijo * gostei;-)

Anonym hat gesagt…

O teu SENTIR,faz-me sentir pequenina.....

Rasgos de ALMA,quem os não tem??

um xi.kayala

sonhadora hat gesagt…

Equi :-)

Sempre tb é exagero ;-)
Salta-me a tampa muitas vezes,e aí ..
Ai ai ..não há quem me aguente :-)

Beijoca.

sonhadora hat gesagt…

kayala ..

O meu sentir NÃO é maior que o teu, míuda.

Pode ser, sim ... um sentir diferente.
Percursos e caminhos diferentes e por alguns rasgos de alma vivênciados.
E tudo isso, e ainda o sermos pessoas diferentes, certo? :-)

Beijo meigo :-)

Anonym hat gesagt…

:-)

♥abraço..

..§

Anonym hat gesagt…

..§

Anonym hat gesagt…

:D

Fragmentos Intemporais hat gesagt…

Sinto-me sempre em Paz aqui!

Beijo com carinho *