Sonntag, November 05, 2006

coro de anjos



Quando a palavra caminha de mãos dadas com a força e a solidariedade ...

Torna-se profunda, como se coros de anjos orassem aos Deuses.

Assim foram, são, as palavras que acompanharam fotos da exposição dos "Mininos de Rua".


Photobucket - Video and Image Hosting


Olhos de África


Na imensidão desses olhos de saudade,
há a distância que eu não sei onde termina,
uma beleza doce de um poente africano
um torpor que adormece o desengano
e o mar, suspenso numa esquina.

Toma, trago-te jasmins serenos dedilhados de alfazema
Uma ou duas açucenas entre brincos de princesa...
Não esqueci os carinhos, em botão
Nem as rosas descaradas, coloridas de açafrão

Ouve também as flautas que teci em volta delas,
os tambores são lá da selva
E a lua pedi emprestada,
Para fazer boa figura no concerto da alvorada...

Os sorrisos também vêem, coloridos de ametista
O beijo, dou-to no peito, coladinho ao coração
E hoje, vive de alma plena
Que o teu sonho há-de ser dia.
(do meu canto eu te abraço em dádiva de alegria)

Elisabete Simões



A exposição visitará algumas cidades ...informá-los-hei quando souber onde e quando.

Kommentare:

Anonym hat gesagt…

Acompanho...

From Utopia with love.

Beijo.

Anonimo sitiodasserras hat gesagt…

Por fim "soube-te"...!Não aqui logo foi antes em outro sitio de nós conhecido e esquecido a momento.A ausência durou demais mas o reencontro foi tranquilo,bonito e trocámos afagos...gostei tanto "velha Amiga"!
Gosto-te,sabes...?
Até sempre um AFAGO MEIGO

Anonimo sitiodasserras hat gesagt…

Por fim "soube-te"...!Não aqui logo foi antes em outro sitio de nós conhecido e esquecido a momento.A ausência durou demais mas o reencontro foi tranquilo,bonito e trocámos afagos...gostei tanto "velha Amiga"!
Gosto-te,sabes...?
Até sempre um AFAGO MEIGO

sonhadora hat gesagt…

Olá anonimo from Utopia (land)

Vizinhos?!

Não o vi no azul profundo dos campos de lavendal.

Nem o encontrei nos passeios ...
nas noites brilhantes de lua cheia


Nem o avistei daquela varanda;
beijando o mar.

Mas ...
Continue a acompanhar "me" ... quem sabe, nos encontraremos um dia na mesma rua.

Ofereço-lhe um raminho de lavendal :-)

sonhadora hat gesagt…

:-) sitiodasserras ...

Vc sempre me sabe ..
Aqui, ali ...e por outros que tb me sabem.

A ausência foi precisa.
Daqui, dali ...de mim, de todos.

Necessidade minha de me "esconder" num mundo muito meu.

E o reencontro entre amigos é sempre doce ..

Obrigada por estar aqui, ali ...

Obrigada;
Obrigada por acender uma vela neste altar :)

Afago ...sempre