Dienstag, November 13, 2007

November Rain



„Na morte de todos que já partiram ...
Está sempre um pouquinho da nossa!“




me
Get this widget Track details eSnips Social DNA




Li esta frase algures, numa das minhas visitas pela net.
Assim me sinto desde que partiste!
Desenraizada!!

E morro tantas vezes por dia quando sinto tua presença abraçando-me.
Invadindo todos os cantos da minha memória!
E embora te saiba comigo a todos os instantes, protegendo-me e mimando,
E apesar dos anos ...sinto a tua falta, pungente de saudade infinita.

Comprei-te açucenas brancas!
E no silêncio, sorriste-me.

Pensei que este ano que começara morno, e bonito;
Poderia tornar-se suportável o encontro inevitável com o Novembro.
Este é tão frio e vazio, como o de há 10 anos.

Sabes ...

Sinto-me imensamente orfã e só!

Kommentare:

TempoBreve hat gesagt…

Os encontros com Novembro estarão cheios de saudades. Mas é lá, nessas casas de Novembro, que as flores nos dão sorrisos.
:-)

Nota: Viu o meu texto "Palavras escritas"?

sonhadora hat gesagt…

TempoBreve

Pois sim ...
Sabe ..eu de bom grado passaria já a Janeiro, fingindo que o Novembro não existe nem as festas que se seguem.
Mas não me parece que isso mitigasse em nada o sentir.
Enfim!

Sim, li esse seu texto, assim como os outros todos e os das peles tb. :-)

Obrigada pela visita.
Abraço meigo

GIRASSOLA hat gesagt…

um abraço apertadinho...

Beijo de alma...*

sonhadora hat gesagt…

Girassola :-)


Abraço recheado de carinho **

Anonym hat gesagt…

Cada dia..mais um dia :-)

abraço

..§

sonhadora hat gesagt…

..§

Abraço :-)

Já estava preocupada com a sua ausência.
Espero que esteja tudo bem consigo.

Anonym hat gesagt…

Mais uma vez a sua escrita tocou-me a alma.

Deixo-lhe um abraço.

Cor :-)

sonhadora hat gesagt…

Cor ..:-)

Obrigada pelas palavras.

E as suas vistas tb.

Obrigada*

zuzita hat gesagt…

Gosto-te*!

sonhadora hat gesagt…

zuzita, minha querida.

Beijo meigo em ti :-)