Sonntag, September 11, 2005

Silêncio da saudade


Image hosted by Photobucket.com

Hoje …as palavras fluem dos dedos como caricias acorrentadas nos Tempos.

Esboçam afagos em papel branco,
Esperando ser preenchido por sentimentos ocultos.

Hoje …sinto o tormento da distância,
estilhaçando em mil pedaços a solidão;
Ferindo, sangrando …retalhando a alma em gritos.

A voz cansada fala de amor!
E a lua deitada em sombras, sussurra triste ao vento.
E lágrimas esvoaçam.

Hoje …

O silêncio constrói a escada fria da ausência, no senão do espaço-tempo.

O vazio está em toda a parte!
Grita na pele melodias perdidas,
murmura nos ouvidos,
rasga suspiros nos lábios.

E morde-me a lingua com beijos não dados.

Sigo a passos lentos que ninguém acompanha.

Braços levantados, abraçam fragmentos cor de saudade.

No peito não ardem chamas!
No olhar não há gestos, nem magia nem verde.

Esqueci que meu corpo alberga sabores ;
Que meus dedos, outrora … tocaram lábios ;
Que meu sentir …chora algures, escondido.

Kommentare:

Anonym hat gesagt…

As palvras que esqueces de gritar...são as que mais te doiem no peito...

Um beijo nina... *

noite hat gesagt…

Apenas consigo.. noiteetion
doi..

sonhadora hat gesagt…

Meu querido 'Anonimo' ...

Já tinha saudades de te ler por aqui ...

E sim ...certas palavras é melhor ficaram em silêncios entre muros enormes e mudos.

Há palavras que não são para certos olhos lerem, não as reconheceriam, não as sentiriam.

Mas seria tema para discutir numa noite sem horas ..

Beijo em ti ..*

(saudades)

sonhadora hat gesagt…

Noite ...

Gostaria de lhe responder mas ...não o entendi, desculpe ..:-/

AlmaAzul hat gesagt…

[já te li re-li várias vezes...não consigo dizer nada...]

Abraço.